• Perguntas Frequentes
busca
/

Acesso Restrito

Selecione o portal a que deseja ter acesso:

Estudos da Indústria de P&G

Estudo de Competitividade da Indústria Brasileira de Bens e Serviços do Setor de Petróleo e Gás Natural

O projeto IND-P&G-28 - Estudo de Competitividade da Indústria Brasileira de Bens e Serviços do Setor de Petróleo e Gás Natural - foi realizado sob a coordenação da Petrobras com execução do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE-UFRJ). No período de março de 2006 a junho de 2007, esse estudo analisou o nível de competitividade de 18 segmentos da indústria fornecedora de petróleo e gás natural no Brasil.

O estudo foi desenvolvido a partir de entrevistas com fornecedores do setor, entidades de classe e especialistas da Petrobras e identificou segmentos considerados de alta competitividade, como siderurgia, tubos, bombas de pequeno porte, turbinas a vapor, equipamentos submarinos, geradores e motores elétricos; segmentos de média competitividade, como caldeiraria, conexões e flanges, compressores alternativos, válvulas e serviços de engenharia e construção e montagem; e segmentos sem produção nacional, como compressores centrífugos, motores a gás e a diesel de grande porte, turbinas a gás e equipamentos e sistemas de automação de alto valor agregado.

Em função dos resultados obtidos foram propostas cinco rotas estratégicas para adequação do parque supridor nacional:

1 - Ampliação da capacidade produtiva dos setores de alta competitividade;

2 - Desenvolvimento da competitividade dos setores de média competitividade;

3 - Incentivo ao desenvolvimento de novos entrantes nacionais;

4 - Incentivo à associação de empresas nacionais com empresas estrangeiras; e

5 - Incentivo à instalação de empresas estrangeiras no Brasil.

As rotas propostas pelo Estudo da Competitividade vêm efetivamente sendo implantadas. Alguns exemplos são a ampliação das instalações da Marine (Niterói/RJ), para a fabricação de umbilicais eletro hidráulicos, e das empresas Aker Solutions (Curitiba/PR), FMC (Pavuna/RJ) e Cameron (Niterói/RJ) para a fabricação de árvores de natal molhadas. As empresas NKT Flexibles e Technip (ambas em São João da Barra/RJ) estão instalando soluções fabris para a fabricação de dutos flexíveis até 12”, com conclusão em dezembro de 2013. Para viabilização de fabricação no Brasil de turbogeradores e de compressores a gás, a Rolls Royce e a Dresser-Rand se instalaram, respectivamente, em Santa Cruz/RJ, em operação desde setembro de 2013, e em Santa Bárbara D’Oeste/SP, em operação desde dezembro de 2012.

Dimensionamento da Capacidade Produtiva da Indústria Brasileira de Bens e Serviços do Setor de Petróleo e Gás Natural

O Estudo da Competitividade foi atualizado em 2010, por meio do projeto IND-P&G-60 – Dimensionamento da Capacidade Produtiva da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural, coordenado pela Petrobras, ampliando sua abrangência para 25 segmentos industriais. Essa nova edição possibilitou a identificação da capacidade produtiva instalada e utilizada, bem como o percentual de conteúdo local atingido na fabricação dos materiais e equipamentos fabricados pelos fornecedores entrevistados, fornecendo uma boa inferência para o desempenho do setor. Essas informações originalmente foram utilizadas como base no processo de planejamento de conteúdo local da Petrobras, visando ao cálculo do conteúdo local possível de ser atingido nos empreendimentos da companhia.

Logo PetrobrasLogo Ministério do DesenvolvimentoLogo Ministério de Minas e EnergiaLogo Governo Federal

Política de Privacidade - Copyright 2013 © - Todos os direitos reservados